pt Portuguese
en Englishfr Frenchiw Hebrewpt Portuguesees Spanish

Vaierá

Trocar A Avareza Pela Generosidade

NA PARASHAT VAIERÁ, NÓS ASSISTIMOS À DESTRUIÇÃO DE SODOMA E GOMORRA. ERAM CIDADES COM PESSOAS PERVERSAS E EXTREMAMENTE AVARENTAS. NÃO SE AJUDAVAM E A PRÓPRIA HOSPITALIDADE ERA PROIBIDA. ENTÃO D’US DESTRÓI ESSAS CIDADES.

Mayím Achronim – lavar as mãos

Há um costume judaico de lavar as mãos ao final de uma refeição com pão, chamado de Máyim Acharonim. O ato é bastante simples: molhamos as pontas dos dedos e em seguida as passamos nos lábios. Isso serve para retirar o que os nossos Sábios chamam de “melach sedomit” (o sal de Sodoma). Então, para não ter mais gosto de sal, lavamos as mãos. Uma vez que hoje não existe mais este sal de Sodoma, o que significa então esse ato?

“melach sdomit” é a extinção de qualquer daquele costume

Dizem os nossos Sábios que devemos eliminar qualquer vestígio de avareza. Em Sodoma, eles não ajudavam ninguém. Um pobre podia passar e ninguém dava nada para ele, de modo que ele poderia morrer de fome. Por exemplo, a mulher de Lot, de tão sovina que era, não queria dar nem um pouco de sal para os convidados. Por isso ela se transformou numa estátua de sal, como todos sabemos — um monumento que existe até hoje, de acordo com algumas opiniões.

Extinguir os maus costumes

Então, quando lavamos as mãos para retirar o “melach sedomit”, o sal de Sodoma, estamos eliminando qualquer tipo de costume de Sodoma e Gomorra. Não podemos possuir dentro de nós nenhum sinal de avareza. Precisamos ser largos, ter uma mão generosa, abrir as mãos, ajudar as pessoas, inclusive recebendo-as em nossa casa. Como dizem os nossos Sábios: “Hevê betchá patuach lirvachá” (“Que sua casa esteja aberta à hospitalidade”), pois ela traz muitas bênçãos e a Presença Divina: “Guedolá hachnassat orchin mekabalat penei Shechiná” (“Maior é a hospitalidade do que receber a Presença Divina”). Esta é a conduta judaica.