Rabino David Weitman na Tribuna Judaica é uma oportunidade para iluminar certas questões. Por exemplo. segundo o rabino David Weitman, os jovens se afastam de tudo que não é autêntico e verdadeiro.

Rabino David Weitman chegou ao Brasil em 1979 e, desde 1993, atua na Congregação Sefardi Paulista – Sinagoga Beit Yaacov.

Seu nome está ligado a várias iniciativas comunitárias, entre as quais o Ten Yad, atualmente uma referência dentro e fora do universo judaico.

Inspirador de muitos outros projetos, Rabino David, como é conhecido, concedeu entrevista à Tribuna Judaica, quando abordou temas da atualidade ligados à mensagem de Pessach, entre outros.

Rabino David Weitman na Tribuna Judaica está pois só começando:

TRIBUNA JUDAICA :  O Oriente Médio vive uma época de muita violência.  O que Pessach pode nos ensinar a respeito?

RABINO DAVID WEITMAN :  Realmente, as cenas que circulam nas redes sociais de decapitação de inocentes são horríveis e arrepiantes.  Infelizmente as pessoas perderam a sensibilidade humana e são capazes de cortar a cabeça de outro ser humano como se nada fosse.
Um dos motivos para o povo de Israel passar pela escravidão foi então justamente para adquirir sensibilidade.  Alguém que já sofreu torna-se uma pessoa melhor e mais bondosa.  Então, o Egito é chamado na Tora de KurHabarzel , “Cadinho de Ferro”.  Assim como se purifica o metal, D’us quis refinar o nosso caráter e nossas atitudes.  Pena que estamos assistindo a um retrocesso e uma minoria fanática opta pela crueldade e insensibilidade.

TJ :  O que o judaísmo pode nos ensinar em relação ao atual acordo que está sendo negociado com o Irã?

RDW :  Este acordo está sendo discutido justamente nesta época de Purim. Não por acaso relembramos o rei Achashverosh (Assuero) e seu ódio pelo povo de Israel. Foi ele que acabou concordando com o decreto de solução final proposto pelo seu ministro Haman.  Nossos sábios no Talmud dizem que o rei Assuero, mesmo depois do milagre de Purim, continuou com sua mesma perversidade em relação aos judeus. Precisou de uma contínua vigilância de seu ministro Mordechai, o Justo.
Então, a lição é óbvia.  As palavras e a tinta no papel não bastam para garantir uma mudança de índole.  A história nos ensina que quando alguém declara que quer erradicar Israel do mapa, tem de ser levado a sério.  Tomara que, na década de 1920, quando Hitler falou de seu ignóbil plano, em seu livro MeinKampf, a humanidade o tivesse levado a sério.

TJ :  Infelizmente, no momento atual, enfrentamos um dos maiores males da humanidade: a corrupção, o que a Tora nos ensina sobre este assunto?

RDW :  A Tora é clara e categórica: a corrupção é o mal que corrói a sociedade.  Assim, o texto bíblico diz que o suborno, qualquer tipo que seja, pode cegar o melhor juiz.  A Tora, o judaísmo e o decálogo são o berço no qual nasceu o conceito de uma sociedade justa, igualitária e honesta.

TJ :  O senhor atua na Congregação Beneficente Sefardi Paulista, que vai celebrar em breve 50 anos.  Quais são a importância e o legado desta entidade para a comunidade judaica brasileira?

RDW :  A Congregação Beit Yaacov, hoje a maior congregação do país, logrou trazer seus costumes e tradições milenares para o Brasil. Assim, influenciou, sem dúvida, o ishuv paulistano em diversos aspectos.  Os judeus sefaradim têm uma estrita observância dos preceitos da cashrut.  Devido a sua influência, milhares de correligionários seguem seu exemplo de uma alimentação casher de acordo com a Torá.  Praticamente não se fazem mais casamentos ou bar-mitzvot na comunidade nos quais são servidos alimentos não casher.  O mesmo pode ser dito sobre as leis de observância de pureza familiar. Como resultado, a proliferação de mikvaot na cidade.
Não posso deixar de mencionar o carinho dessa Congregação em relação à questão da educação judaica. E igualmente a sua preocupação com a alienação da identidade judaica,que tem contribuído, com certeza, para a diminuição da assimilação.

TJ :  Para finalizar esta participação do Rabino David Weitman na Tribuna Judaica, pergunto: O senhor fundou e inspirou diversas entidades judaicas, que tanto beneficiam a comunidade.  Como sensibilizar hoje os jovens para participar?

RDW :  A forma de  envolver os jovens com o trabalho comunitário inclui dois aspectos.  O primeiro é a conscientização do fantástico legado e da riqueza do patrimônio espiritual judaico. O objetivo é que aprendam a sentir que o judaísmo não é um peso, mas um prazer e um privilégio.  Outro, é envolve-los pois no trabalho dando-lhes responsabilidades e tarefas concretas, sempre conseguindo que o façam por amor e ideal.  Um alerta: não adianta transmitir aos jovens um judaísmo adaptado e maquiado, pois, por via de regra, eles se afastam de tudo que não é autêntico e verdadeiro, já que são dotados de uma sensibilidade adicional que os faz diferenciar um do outro.  Então é imprescindível que a mensagem seja verdadeira e autêntica.

Rabino David Weitman na Tribuna Judaica:  Publicado no jornal Tribuna Judaica em março de 2015

Baixe o App do Legal Saber e crie um relacionamento conosco ainda mais forte!


Legal Saber JUDAÍSMO!
Estudando a filosofia chassídica
Um rebe no inferno nazista
Artes Plásticas e Judaísmo: “Os Quatro Vagões de Sobrevivência” de Gershon Knispel
Templos, profetas e sábios
Um memorial para a imigração judaica no Brasil
Rashi – O mestre do povo judeu
O sentido da oração
O Brasil recebe as comunidades judaicas
Criptojudaísmo e conversos
Reencarnação e Judaísmo
OS JUDEUS ORIUNDOS DO EGITO
Como o judaísmo encara os objetos voadores não identificados e a possibilidade de vida em outros planetas?
Não adianta transmitir um judaísmo adaptado e maquiado, Judaísmo é um privilégio.
O tesouro dos conselhos do Rebe de Lubavitch
A Rainha Ester nos dias de hoje
A sabedoria do Rei Salomão: Provérbios
A grande dedicação de Ruth, mulher exemplar
A sabedoria do Rei Salomão: Cântico dos Cânticos
A SABEDORIA DO REI SALOMÃO: ECLESIASTES
O significado do 45º aniversário
Usando a tecnologia a favor da Torá
Tratado sobre as ressurreição de Maimônides
Os três componentes do universo
RABI LEVI YITSCHAK DE BERDITCHEV – O DEFENSOR DO POVO JUDEU
O HOLOCAUSTO NÃO É UM CASTIGO
Ouvindo as mensagens da vida
OS JUDEUS NOS PAÍSES MUÇULMANOS
A ESTRUTURA DO TANACH (A BÍBLIA JUDAICA)
O respeito devido à oração do Cadish
O perigo das drogas e dos vícios
O perigo da alienação e do casamento misto
O pensamento chassídico sobre a Criação
O papel da mulher no Judaísmo
ALEPO, EXEMPLO DE ERUDIÇÃO E BENEVOLÊNCIA
O propósito de nossa existência
O BAAL SHEM TOV E O AMOR INCONDICIONAL
Kitsur Shulchan Aruch – A obra prima da lei judaica
JERUSALÉM, OLHO DO UNIVERSO
IMIGRAÇÃO JUDAICA: DE SHTETEL PARA AS COLÔNIAS NO SUL DO BRASIL
PORQUE CONTAR AS HISTÓRIAS CATIVANTES DO REBE DE LUBAVITCH?
DESENVOLVENDO NOSSO CARÁTER
Fé e ciência
Dando sentido e significado em nossa vida
OS CONFLITOS NA TERRA SANTA
Casher hoje
+