OVNi no Judaísmo, ou como o Judaísmo encara os objetos voadores não identificados, tem certa relevância, pois, de acordo com o Judaísmo, é possível que haja vida em outros planetas.

Temos até uma dica na canção de Débora, na Bíblia (Juízes). Lá ela se queixa de que os habitantes de “Meiroz” não vieram ajudá-la, e “Meiroz”, poderia ser o planeta Marte.

Mas, de acordo com a filosofia judaica, não há possibilidade de uma vida intelectual de pessoas com total livre arbítrio em outros planetas.

Poderia eventualmente haver uma vida vegetal, animal, robótica, mas não com seres com livre escolha.

O livre arbítrio que D’us nos deu – a dádiva que o homem possui de escolher entre o bem e o mal. Isto faz dele um ser especial – está relacionada com a Torá. Lá está escrito que se pode escolher entre o bem e o mal e a Torá nos aconselha a escolher o bem.

A Torá foi nos dada aqui

A Torá, sabemos, foi dada apenas neste planeta. Consta claramente, que nunca mais haverá uma outorga da Torá como houve no Monte Sinai. Não houve em nenhum outro planeta e não haverá nunca mais igual.

Já que a Torá foi dada apenas para este planeta, aqui na Terra para que os homens a cumpram, não há possibilidade de livre arbítrio e consequentemente, de seres que progridam intelectualmente em outro planeta.

O OVNI no Judaísmo

Assim, referente aos Objetos Voadores não Identificados (OVNI), até agora ninguém ainda fotografou um marciano. Mas se fala muito que estes objetos existem.

O Judaismo não tem nada contra, pode até eventualmente ser que haja seres robóticos com inteligência limitada em outros planetas.

Neste caso, então, os habitantes de “Meiroz” seriam seres limitados, não teriam uma vida como a nossa. Seres humanos com livre arbítrio, somente no planeta Terra.

(Matéria publicada na Revista Morashá em março de 1996)

Quer conhecer outro modo de interação para este conteúdo? Então baixe o App do Legal Saber no seu celular!


Legal Saber JUDAÍSMO!
Estudando a filosofia chassídica
Um rebe no inferno nazista
Artes Plásticas e Judaísmo: “Os Quatro Vagões de Sobrevivência” de Gershon Knispel
Templos, profetas e sábios
Um memorial para a imigração judaica no Brasil
Rashi – O mestre do povo judeu
O sentido da oração
O Brasil recebe as comunidades judaicas
Criptojudaísmo e conversos
Reencarnação e Judaísmo
OS JUDEUS ORIUNDOS DO EGITO
Como o judaísmo encara os objetos voadores não identificados e a possibilidade de vida em outros planetas?
Não adianta transmitir um judaísmo adaptado e maquiado, Judaísmo é um privilégio.
O tesouro dos conselhos do Rebe de Lubavitch
A RAINHA ESTER NOS DIAS DE HOJE
A SABEDORIA DO REI SALOMÃO: PROVÉRBIOS
A GRANDE DEDICAÇÃO DE RUTH, MULHER EXEMPLAR
A SABEDORIA DO REI SALOMÃO: CÂNTICO DOS CÂNTICOS
A SABEDORIA DO REI SALOMÃO: ECLESIASTES
O significado do 45º aniversário
USANDO A TECNOLOGIA A FAVOR DA TORÁ
TRATADO SOBRE A RESSURREIÇÃO DE MAIMÔNIDES
OS TRÊS COMPONENTES DO UNIVERSO
RABI LEVI YITSCHAK DE BERDITCHEV – O DEFENSOR DO POVO JUDEU
O HOLOCAUSTO NÃO É UM CASTIGO
OUVINDO AS MENSAGENS DA VIDA
OS JUDEUS NOS PAÍSES MUÇULMANOS
A ESTRUTURA DO TANACH (A BÍBLIA JUDAICA)
O RESPEITO DEVIDO À ORAÇÃO DO CADISH
O perigo das drogas e dos vícios
O PERIGO DA ALIENAÇÃO E DO CASAMENTO MISTO
O PENSAMENTO CHASSÍDICO SOBRE A CRIAÇÃO
O papel da mulher no Judaísmo
ALEPO, EXEMPLO DE ERUDIÇÃO E BENEVOLÊNCIA
O PROPÓSITO DE NOSSA EXISTÊNCIA
O BAAL SHEM TOV E O AMOR INCONDICIONAL
KITSUR SHULCHAN ARUCH – A OBRA PRIMA DA LEI JUDAICA
JERUSALÉM, OLHO DO UNIVERSO
IMIGRAÇÃO JUDAICA: DE SHTETEL PARA AS COLÔNIAS NO SUL DO BRASIL
PORQUE CONTAR AS HISTÓRIAS CATIVANTES DO REBE DE LUBAVITCH?
DESENVOLVENDO NOSSO CARÁTER
FÉ E CIÊNCIA
DANDO SENTIDO E SIGNIFICADO EM NOSSA VIDA
OS CONFLITOS NA TERRA SANTA
CASHER HOJE
+