Os ensinamentos do Baal Shem Tov (1698-1760), o fundador do movimento chassídico, por um lado são extremamente complexos, porém ao mesmo tempo são profundamente simples, o que mudou radicalmente, para melhor, a vida judaica.
Na sua época, a comunidade judaica se polarizava cada vez mais entre uma reduzida elite erudita e as massas menos instruídas.
O Baal Shem Tov nos ensinou que um pastor sem erudição não era menos importante — e potencialmente era até mais — que um gigante intelectual. O conhecimento acadêmico da Torá não ocupa necessariamente o primeiro assento quando se trata de interiorizar os valores de D’us.
Entretanto, o estudo da Torá é imprescindível para a existência do povo judeu. Mas deve ser complementado pelo amor a cada judeu — amor pela humanidade —, amor pela Torá e amor a D’us.
O que a Torá nos ensina — como recitamos diariamente na prece do Shemá — é: “E amarás o Senhor teu D’us com todo o teu coração e com toda a tua alma…” (Deuteronômio 6:5) Não está escrito “E amarás o Senhor teu D’us com todo o teu cérebro e com toda a tua inteligência…”
Porque o amor não é algo intelectual.
A nossa capacidade para o saber é claramente limitada. Mas não a nossa capacidade para amar.
Freqüentemente, os indivíduos que enfrentam os maiores desafios mentais possuem maior talento para amar. Por sua vez, aqueles intelectualmente superiores podem ser frios e insensíveis.
Acima de tudo, o Baal Shem Tov ensinou que o amor ao próximo é essencial para ser um homem de fé.
Em raras ocasiões, a humanidade se viu diante de tamanha necessidade de amor, e a cura e união que o amor traz.
 
(Extraído do prefácio do livro Baal Shem Tov, Editora Maayanot, S.Paulo)

Legal Saber JUDAÍSMO!
Estudando a filosofia chassídica
Um rebe no inferno nazista
Artes Plásticas e Judaísmo: “Os Quatro Vagões de Sobrevivência” de Gershon Knispel
Templos, profetas e sábios
Um memorial para a imigração judaica no Brasil
Rashi – O mestre do povo judeu
O sentido da oração
O Brasil recebe as comunidades judaicas
Criptojudaísmo e conversos
Reencarnação e Judaísmo
OS JUDEUS ORIUNDOS DO EGITO
Como o judaísmo encara os objetos voadores não identificados e a possibilidade de vida em outros planetas?
Não adianta transmitir um judaísmo adaptado e maquiado, Judaísmo é um privilégio.
O tesouro dos conselhos do Rebe de Lubavitch
A Rainha Ester nos dias de hoje
A sabedoria do Rei Salomão: Provérbios
A grande dedicação de Ruth, mulher exemplar
A sabedoria do Rei Salomão: Cântico dos Cânticos
A sabedoria do Rei Salomão: Eclesíastes
O significado do 45º aniversário
Usando a tecnologia a favor da Torá
Tratado sobre as ressurreição de Maimônides
Os três componentes do universo
RABI LEVI YITSCHAK DE BERDITCHEV – O DEFENSOR DO POVO JUDEU
O Holocausto não é um castigo
Ouvindo as mensagens da vida
OS JUDEUS NOS PAÍSES MUÇULMANOS
A ESTRUTURA DO TANACH (A BÍBLIA JUDAICA)
O respeito devido à oração do Cadish
O perigo das drogas e dos vícios
O perigo da alienação e do casamento misto
O pensamento chassídico sobre a Criação
O papel da mulher no Judaísmo
ALEPO, EXEMPLO DE ERUDIÇÃO E BENEVOLÊNCIA
O propósito de nossa existência
O BAAL SHEM TOV E O AMOR INCONDICIONAL
Kitsur Shulchan Aruch – A obra prima da lei judaica
JERUSALÉM, OLHO DO UNIVERSO
IMIGRAÇÃO JUDAICA: DE SHTETEL PARA AS COLÔNIAS NO SUL DO BRASIL
PORQUE CONTAR AS HISTÓRIAS CATIVANTES DO REBE DE LUBAVITCH?
DESENVOLVENDO NOSSO CARÁTER
Fé e ciência
Dando sentido e significado em nossa vida
OS CONFLITOS NA TERRA SANTA
Casher hoje
+