Fato é que não ingerir frango com leite está implícito na proibição da Torá. Assim, se analisarmos o texto bíblico, o que está escrito é “Não cozinharás o bezerro no leite da mãe”. Portanto, a pergunta caberia já que a galinha não sendo um mamífero não tem leite.

No entanto, a proibição de cozinhar carne com leite não se refere apenas ao pedaço de carne específico do bezerro. Tampouco refere-se ao leite da vaca que gerou este bezerro.

É impossível determinar a proveniência de cada pedaço de carne ou de litro de leite. Assim, ficamos sem saber se estamos comendo o bezerro no leite da mãe ou não, já que todos os leites são processados e todas as carnes são comercializadas.

Por isso a proibição é algo mais amplo. Na realidade são três proibições: comer, cozinhar ou ter proveito (vender) de qualquer mistura de leite e carne.

A inclusão da carne de frango sugere não ingerir frango com leite

Da mesma forma, para evitar dúvidas ou confusões os legisladores decidiram que a carne do frango está inclusa nesta proibição.

Não há dúvida a este respeito, todos os legisladores são unânimes. Segundo eles, a palavra carne inclui sem diferenciação, tanto a carne de aves como a bovina.

Poder-se-ia dizer que esta proibição não é mais da Torá, mas apenas uma proibição rabínica. Mas isto não muda em absolutamente nada a gravidade da lei.

É muito importante ressaltar que as proibições rabínicas chamadas de Rabanan têm o mesmo peso, o mesmo rigor das proibições da Torá.

Por que isso? Porque dentro da Torá existe um mandamento, uma lei explícita na qual D’us diz ao povo de Israel “Veassita caasher yorucha”, ou seja, “Vocês farão de acordo com as leis que promulgarão os seus sábios”.

Ou seja, o povo de Israel deve seguir seus sábios. Então ao se desobedecer uma lei rabínica estamos automaticamente infringindo uma lei da Torá.

Portanto, em todas as comunidades de Israel desde sempre, há mais de 3.300 anos, esta lei é seguida minuciosamente: é proibido ingerir, comer, cozinhar, aproveitar ou vender todas as carnes, tanto bovinas como de aves, misturadas com leite.

Qualquer leite, com qualquer carne. Esta é a conclusão de todos os legisladores. Aliás, deve ser lembrado que não por razões religiosas, mas sim por motivos de saúde o Shulchan Aruch recomenda que se evite elaborar comidas em que se misture carne e peixe, ou peixe e leite.

Por mistura neste caso entende-se se forem cozidos no mesmo recipiente.

(Matéria publicada na Revista Morashá em dezembro de 1997)

Leia e/ou imprima este artigo em PDF

Nos ícones abaixo você poderá baixar o App do Legal Saber e acessar esse conteúdo do seu celular