Estamos aqui reunidos na Hazkará de Yitschac Rabin, lamentando a perda de um grande estadista, excelente diplomata, famoso general.

É uma tragédia dupla: foi cometido, um ato terrorista, violento contra o então primeiro ministro do Estado de Israel, e, como se não bastasse, foi um ato fratricida.

Quem entre nós poderia se quer cogitar que das mãos de um judeu pudessem ser disparadas balas para cometer algo parecido?

As divergências no seio do povo de Israel não são pois algo novo existem desde a época do Talmud. Sempre houve ideias velhas, novas, argumentações filosóficas. Mas também sempre se soube que a força do povo de Israel estava na voz, nunca nas mãos. Como disse o primeiro Itzhak, nosso Patriarca, “Hacol Col Yaacov” a voz é a voz de Jacó.

D’us nos livre do ponto que chegamos. Onde está o respeito pela vida humana, a santidade da criatura, o semblante divino?

Não serão enfim três balas que apagarão as ideias de um grande líder. Seu sangue derramado jamais apagará suas grandes contribuições. Quem entre nós poderá um dia esquecer que foi Itzhak Rabin que, com a ajuda celeste, em 1967, nos devolveu Yerushalaim, o Kotel Hamaaravi, onde rezamos?

Ou sua participação na Operação Entebe, um ato corajoso que permitiu então salvar 100 judeus sequestrados para o coração da África? Nenhum ato violento, nenhum ato terrorista jamais portanto apagará tão brilhantes feitos.

Os caminhos da Torá são de paz legitimam a Hazkará de Yitschac Rabin

Com efeito, todos lamentamos, e as autoridades espirituais têm que condenar um ato desses. Não é esse o caminho, pois é algo abominável aos olhos de D’us.

Os caminhos da Tora são de paz. Um dos nomes do Criador é Shalom, Paz em hebraico. Como disse o Profeta Zacharias: “Não pelas armas, nem pela força, mas sim pelo Meu espírito.”

Expressamos aqui à família de Rabin nossos sentimentos de condolências a fim de que nunca mais conheçam a dor e a aflição, mas somente bênçãos e alegria.

E nós, devemos pois continuar a rezar pela paz, porque nada, nenhuma guerra, bomba, ou bala assassina poderão jamais apagar os anseios verdadeiros do povo de Israel pela paz.

A paz não é algo que meramente “se faz”. Para os judeus é algo que se “procura”. Procure então a paz, persiga-a Isto é parte do coração e da alma de cada judeu. É isso o que almejamos.

O povo de Israel precisa de uma grande injeção de amor, do verdadeiro amor pelo próximo. Como dizia Baal Shem Tov: “Ame aquele que você não conhece, aquele que está do outro lado do oceano. Ame-o do fundo do seu coração assim, como um pai ama seu filho único, fruto de sua velhice. Ame a todos sem distinção.”  Temos que nos unir, não deixemos que brechas ou divisões se abram entre nós.

Promessa bíblica que há decumprir

Que com a ajuda de D’us logo se concretizem as promessas bíblicas, de “que haja paz na terra”. Paz para que os líderes do mundo não tenham mais medo de se apresentar em manifestações, nem idosos de visitar uma instituição em Buenos Aires. Paz na Bósnia, paz no mundo inteiro.

Hoje, mais do que nunca, precisamos ver concretizadas as palavras do Profeta Isaías, que são também o lema das Nações Unidas: “… Quando uma nação não levantar mais a espada contra outra nação, quando não se aprender mais a arte de guerrear… e as espadas se transformarão em pás… e as adagas em arados… “

Nessa oportunidade da Hazkará de Yitschac Rabin, que Rabin possa descansar em paz — Amén.”

(Discurso proferido na Haskará de Itzhak Rabin – Publicado na Revista Morashá em Dezembro 1995)

Baixe o App Legal Saber no seu celular e desfrute de conteúdo judaico qualificado a sua mão


Legal Saber JUDAÍSMO!
Estudando a filosofia chassídica
Um rebe no inferno nazista
Artes Plásticas e Judaísmo: “Os Quatro Vagões de Sobrevivência” de Gershon Knispel
Templos, profetas e sábios
Um memorial para a imigração judaica no Brasil
Rashi – O mestre do povo judeu
O sentido da oração
O Brasil recebe as comunidades judaicas
Criptojudaísmo e conversos
Reencarnação e Judaísmo
OS JUDEUS ORIUNDOS DO EGITO
Como o judaísmo encara os objetos voadores não identificados e a possibilidade de vida em outros planetas?
Não adianta transmitir um judaísmo adaptado e maquiado, Judaísmo é um privilégio.
O tesouro dos conselhos do Rebe de Lubavitch
A Rainha Ester nos dias de hoje
A sabedoria do Rei Salomão: Provérbios
A grande dedicação de Ruth, mulher exemplar
A sabedoria do Rei Salomão: Cântico dos Cânticos
A SABEDORIA DO REI SALOMÃO: ECLESIASTES
O significado do 45º aniversário
Usando a tecnologia a favor da Torá
Tratado sobre as ressurreição de Maimônides
Os três componentes do universo
RABI LEVI YITSCHAK DE BERDITCHEV – O DEFENSOR DO POVO JUDEU
O HOLOCAUSTO NÃO É UM CASTIGO
Ouvindo as mensagens da vida
OS JUDEUS NOS PAÍSES MUÇULMANOS
A ESTRUTURA DO TANACH (A BÍBLIA JUDAICA)
O respeito devido à oração do Cadish
O perigo das drogas e dos vícios
O perigo da alienação e do casamento misto
O pensamento chassídico sobre a Criação
O papel da mulher no Judaísmo
ALEPO, EXEMPLO DE ERUDIÇÃO E BENEVOLÊNCIA
O propósito de nossa existência
O BAAL SHEM TOV E O AMOR INCONDICIONAL
Kitsur Shulchan Aruch – A obra prima da lei judaica
JERUSALÉM, OLHO DO UNIVERSO
IMIGRAÇÃO JUDAICA: DE SHTETEL PARA AS COLÔNIAS NO SUL DO BRASIL
PORQUE CONTAR AS HISTÓRIAS CATIVANTES DO REBE DE LUBAVITCH?
DESENVOLVENDO NOSSO CARÁTER
Fé e ciência
Dando sentido e significado em nossa vida
OS CONFLITOS NA TERRA SANTA
Casher hoje
+