pt Portuguese
en Englishfr Frenchiw Hebrewpt Portuguesees Spanish

Os avanços tecnológicos e novas descobertas da ciência sempre são bem recebidos pelo judaísmo. Assim, ciência e judaísmo são perfeitamente compatíveis desde que a primeira vise o benefício do ser humano primordialmente. Isso de acordo com o rabino David Weitman, da Congregação Sefardi Paulista e diretor do centro judaico Beit Chabad Morumbi.

Ele alerta, no entanto, que o bom senso deve prevalecer, com regras de ética e a moral elevada para que as novidades sejam utilizadas apenas para o bem do ser humano e não para a sua destruição.

“Bem no início da Torá, nós temos a história de um descendente de Cain, que se chamava Tuval Cain — em hebraico, ‘melhor do que Cain’ — e foi o primeiro ferreiro.

Ele poderia ter feito um garfo para comer, instrumentos de música e outros objetos para ajudar o nosso cotidiano; mas acabou fazendo armas”, conta o rabino.

Nos dias atuais, Weitman cita o mapeamento do genoma humano como um passo muito importante, que pode levar à cura de doenças e melhorar a qualidade de vida, mas insiste que não podemos esquecer que, por outro lado, há o perigo de surgirem pessoas inescrupulosas que fariam mau uso destas descobertas.

Ciência e Judaísmo

Sobre a relação entre ciência e judaísmo, o rabino diz que não há problemas.

“Quando alguém está doente e precisa comer em Yom Kipur, quem vai decidir isso é o médico; se ele diz que a pessoa está com a saúde enfraquecida e não deve jejuar, o rabino acata a decisão.

No judaísmo, é preciso saber de astronomia, para fazer os cálculos do calendário; precisa entender de biologia, para saber se os animais são kasher ou não, por exemplo”.

Weitman também acredita que a tecnologia moderna facilitou o judaísmo, com novos sistemas de timer para serem utilizados no Shabat e máquinas que mantém a comida sempre quente, como se tivessem acabado de sair do forno.

“Uma prova de que ciência e judaísmo combinam é a recente escolha de um judeu praticante, que guarda o Shabat, estar quase chegando a um dos principais cargos de uma nação que está na vanguarda de tudo que é high-tech”, afirma ele, referindo-se á indicação do senador Joseph Lieberman para disputar a vice-presidência dos Estados Unidos na chapa do democrata Al Gore.

Sobre transgênicos

No caso dos alimentos modificados geneticamente, o rabino lembra que, de acordo com a religião, não há proibição de melhorar a comida do ser humano.

“Obviamente que os ingredientes têm de ser casher, mas se queremos tomates compridos, em vez de redondos; ou mais vermelhos, não tem problema”.

Segundo ele, “precisamos tomar cuidado para que estas modificações não atentem contra a natureza que D’us criou. Assim, um judeu não pode cruzar animais, frutas ou plantas de espécies diferentes. Assim como o homem tem que se relacionar com uma mulher e não com um ser do mesmo sexo do que ele”.

Weitman enumera como exemplos a mula, que é estéril. Ela é fruto do cruzamento de uma jumenta com um cavalo; e a nectarina, um híbrido de pêssego com outra fruta. Ela até é casher, mas não pode ser cultivado por um judeu.

“D’us está contra tudo que é antinatural e o homem deve saber que não pode brincar de ser o Criador. Ele tem de respeitar as leis da natureza. Os nossos sábios do Talmud dizem que, mesmo que se juntem todos os cientistas do mundo em um laboratório, não serão capazes de criar um mosquito a partir do nada, isso é impossível”.

Ainda sobre o Talmud, o rabino lembra que muitos sábios religiosos também foram cientistas. Daí surgiram inúmeras descobertas científicas, as quais já haviam sido antecipadas pelo judaísmo. Assim foi com a Revolução Industrial e com a declaração de que a Terra é redonda. Também em relação à música que faz as plantas crescerem mais rápidas e mais bonitas. Igualmente em relação aos golfinhos, pois, ao contrário do que muitos pensam, são os animais mais próximos do homem já que se comunicam de forma semelhante à nossa.

Leia e/ou imprima este artigo em PDF

Baixe o App do Legal Saber no seu celular


INFORMATIVO LEGAL SABER

ACENDIMENTO DAS VELAS DE SHABAT 

LocalidadesVelas de Shabat para 21/06/19HorárioFinal do Shabat 22/06/19Horário
S. PauloAcendimento das Velas:17:09Término do Shabat:18:05
R. de JaneiroAcendimento das Velas:16:56Término do Shabat:17:53
Belo HorizonteAcendimento das Velas:17:05Término do Shabat:18:01
Recife Acendimento das Velas:16:51Término do Shabat:17:44
SalvadorAcendimento das Velas:16:56Término do Shabat:17:51
CuritibaAcendimento das Velas:17:16Término do Shabat:18:13
Porto AlegreAcendimento das Velas:17:12Término do Shabat:18:12
Fonte: chabad.pt

 

LEGAL SABER ESCLARECE AS PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE JUDAÍSMO

 

 


ACESSO RÁPIDO AO CONTEÚDO