Ciências e Natureza (Textos)

12ago 2015

OVNi no Judaísmo, ou como o Judaísmo encara os objetos voadores não identificados, tem certa relevância, pois, de acordo com o Judaísmo, é possível que haja vida em outros planetas. Temos até uma dica na canção de Débora, na Bíblia (Juízes). Lá ela se queixa de que os habitantes de “Meiroz” não vieram ajudá-la, e “Meiroz”, poderia

10fev 2015
fé e ciência

A Torá, a Bíblia Judaica, foi outorgada ao povo de Israel, no Monte Sinai, há mais de 3.300 anos. Junto com a Lei Escrita, foi entregue simultaneamente a Lei Oral, passada de geração em geração, até ser compilada nos livros do Talmud. Com uma bagagem histórica integrada à fé e ciência, o legado dos sábios

06fev 2015

AS DESCOBERTAS CIENTÍFICAS NO JUDAÍSMO SÃO BEM VINDAS? OU O JUDAÍSMO OPÕE-SE À PESQUISA E ÀS DESCOBERTAS CIENTÍFICAS? UTILIZÁ-LAS É INTERFERIR NA OBRA DIVINA? Rabino Y. David Weitman: De acordo com o judaísmo, temos permissão e obrigação Divinas de pesquisar a fim de curar o ser humano. Assim, as descobertas científicas no judaísmo são bem

06fev 2015

Os avanços tecnológicos e novas descobertas da ciência sempre são bem recebidos pelo judaísmo. Assim, ciência e judaísmo são perfeitamente compatíveis desde que a primeira vise o benefício do ser humano primordialmente. Isso de acordo com o rabino David Weitman, da Congregação Sefardi Paulista e diretor do centro judaico Beit Chabad Morumbi. Ele alerta, no

04fev 2015
vaca louca e judaísmo

A epidemia, na Inglaterra, da Bovine Spongiform Encephalopathy, popularmente chamada de “vaca louca” põe em xeque uma questão: existe alguma conexão entre a vaca louca e judaísmo? Sabemos que, sem dúvida, se trata de uma tragédia, cujas consequências vêm causando a maior crise jamais enfrentada pela pecuária inglesa. A doença é parecida com uma que ataca

04fev 2015
o transplante de órgãos no judaísmo

Para entender o assunto a que se refere o transplante de órgãos no judaísmo é muito importante diferenciar os vários tipos de transplantes que existem. Há os efetuados em vida, nos quais tanto o doador como o receptor estão vivos, como é o caso dos rins. Aplica-se o seguinte princípio: alguém é ajudado sem o outro ser