pt Portuguese
en Englishfr Frenchiw Hebrewpt Portuguesees Spanish

Textos

Quando a Torá relata a destruição do mundo através do Dilúvio, ela conta que havia um justo chamado Noach (Noé), que era diferente da sua geração. Assim diz o texto bíblico: “Estas são as gerações de Noach: Noach era um homem justo. Ele era perfeitamente íntegro em sua geração. Noach caminhava com D’us” (Gênese 6:9).
Oativismo na comunidade judaica sempre existiu, portanto o trabalho dos ativistas sociais têm sido permanente na história judaica. Em princípio, é praticado por pessoas abnegadas, que colocam o interesse da coletividade acima do interesse próprio. Os ativistas são portanto pessoas do bem que se ocupam com o bem-estar (social, financeiro, físico, espiritual, etc.) de outros

Artes plásticas e judaísmo são um binômio nas mãos do artista Gershon Knispel.  É que em cada encontro que tive com o artista eu me impressionei muito com a sua sensibilidade. Um artista verdadeiro que possui uma tendência espiritual. É verdade que ele é um humanista que luta pela igualdade, justiça e fraternidade. No entanto,

. Há várias explicações para o acróstico conferido a Rashi. A mais comum é “Rabi Shlomo Yitschaki” (filho de Yitschac). Alguns afirmam que não queriam chamá-lo de Rash (Rabi Shlomo, apenas), pois a palavra “Rash” em hebraico significa “pobre”. Outros dizem que a família de Rashi é oriunda da cidade de Lunel, na Provença, sul

A oração em congregação de forma fixa e com formulação estabelecida, conforme a conhecemos hoje, começou depois da destruição do Segundo Templo. Isso apesar de no Segundo Templo já existirem certas orações congregacionais. Foi quando o serviço das oferendas foi substituído pelo serviço do coração. Todavia, existe uma ligação intrínseca e poderosa entre a história

As comunidades judaicas da Europa Central nasceram pois das diferentes levas de imigração oriundas da Itália. Isso ocorreu depois de os judeus chegarem lá no ano 68 da Era Comum (após a destruição do Segundo Templo de Jerusalém). Existem até opiniões de que judeus chegaram na Alemanha após a destruição do Primeiro Templo e se

condição de criptojudaísmo (ou conversos; anussim em hebraico) refere-se a alguém que foi batizado à força. Ou então sob ameaça de morte, porém observa as tradições e o comportamento judaico secretamente. Muitos convertidos batizados à força são chamados de cristãos-novos, uma vez que continuaram a praticar o Judaísmo às escondidas. O termo “marrano” é geralmente

Nossos Sábios dizem que, em “determinados lugares, as palavras da Torá são pobres (pouco desenvolvidas), mas são ricas (muito elaboradas) em outros lugares” (Talmud Keritot 14b, no Tosfot). Assim vamos encontrar o assunto da reencarnação e judaísmo. O assunto da reencarnação é um típico exemplo. Ele não figura abertamente na parte revelada da Torá (no

Dos 65 mil judeus que viviam no Egito em 1947, há opiniões de que talvez um terço buscou refúgio no Brasil nas décadas de 1950 e 1960. Alguns, por vontade própria; outros, por terem sido expulsos. A partir da ascensão de Gamal Abdel Nasser ao poder, a vida dos judeus egípcios ficou ainda mais difícil,

OVNI no Judaísmo, ou como o Judaísmo encara os objetos voadores não identificados, tem certa relevância, pois, de acordo com o Judaísmo, é possível que haja vida em outros planetas. Temos até uma dica na canção de Débora, na Bíblia (Juízes). Lá ela se queixa de que os habitantes de “Meiroz” não vieram ajudá-la, e “Meiroz”, poderia

O original do Tratado Sobre a Ressurreição foi escrito por Maimônides em árabe. Seu título foi Magala Fi Tehiyyat Ha-Metim. Esse original, segundo a maioria dos pesquisadores, está desaparecido. A primeira tradução do árabe para o hebraico teve como responsável o famoso Shmuel Ibn Tibon. Mais tarde, possivelmente, houve uma nova tradução deste texto para
De acordo com a filosofia judaica, existem três elementos fundamentais dentro da Criação Divina: “tempo”, “espaço” e “ser”. Na antiga obra da Cabalá, o “Livro da Criação” (“Sêfer Yetsirá”), esses três conceitos são referidos como “olám” (“universo”), “shaná” (“ano”) e “néfesh” (“alma”) — que formam o acróstico “Ashán”, fumaça que ascende. Cada um destes componentes

m 1933 na Alemanha nazista a Sociedade Protetora dos Animais era muito forte. Se havia algum cidadão que fizesse um mal para um cachorro ou qualquer outro animal, seria punido imediatamente e obviamente sofreria consequências. Nesta mesma Alemanha fazer mal a um animal era um crime. Mas não no caso do Holocausto contra judeus e

Dizem os nossos Sábios: “Tsedacá assá HaCadosh Baruch Hu im Israel shepizran leben haumot” – “Bondade fez o Santo, Bendito seja, com Israel, espalhando-os entre as nações” – (Talmud Pessachim 87b). A bondade consiste em dois aspectos: o primeiro é que mesmo que uma comunidade judaica esteja em perigo em um determinado lugar por causa

A mulher no judaísmo é chamada de “a filha do Rei”, como bem diz o salmista, “a glória da filha do rei está no seu íntimo” (Salmos 45:14). Então, o simbolismo de a filha do Rei dá à mulher, adicionalmente, um status elevado espiritualmente falando A sua verdadeira grandeza e majestade não se manifesta necessariamente

No processo migratório das diversas comunidades judaicas nos últimos dois milênios, podemos encontrar algumas semelhanças: mesmo tendo deixado seus lares às pressas, abandonado seus bens devido aos ódios, perseguições e pogroms e enfrentado os maiores obstáculos, os judeus jamais tiveram sua fé e tradição enfraquecidas. Por todos os lugares onde iam, atravessando mares e continentes,

Durante décadas, ir ao “770”, quartel-general do Movimento Chabad-Lubavitch, significava se encontrar com o Tsadik para pedir conselhos, tirar dúvidas, receber bênçãos, admirar de perto seu dinamismo, coragem e energia. Era desfrutar dos seus ensinamentos e milagres revelados, vê-lo movimentar o braço vigorosamente, arrancando as mais profundas melodias do âmago dos chassidim, estimulando maiores esforços

os anos 1996/97 eu fui convidado pelo clube “A Hebraica” para proferir um ciclo de palestras destinado aos seus associados. Na época, achei oportuno demonstrar o lado humano da Torá e de nossos Sábios. Foi então organizado um ciclo de palestras intitulado “A Arte de Ser Mais Gente”. Foram 16 palestras abordando os traços nobres

Torá, a Bíblia Judaica, foi outorgada ao povo de Israel, no Monte Sinai, há mais de 3.300 anos. Junto com a Lei Escrita, foi entregue simultaneamente a Lei Oral, passada de geração em geração, até ser compilada nos livros do Talmud. Com uma bagagem histórica integrada à fé e ciência, o legado dos sábios judeus

Muitos pensavam que o chassidismo Chabad era algo restritivo e austero, porém constataram se tratar de um caminho espiritual profundo, místico e agradável. A contribuição do Rebe para a tradição do chassidismo chabad foi o seu empenho em revelar os mistérios. Ele utilizou uma linguagem e pensamentos contemporâneos, não apenas eliminando as dúvidas, mas inspirando

A atual situação dramática pela qual passa o Oriente Médio e o derramamento de sangue de inocentes nos obriga a uma reflexão sincera sobre as soluções reais para o conflito árabe-israelense. Esta introspecção não seria possível sem antes conhecer os pensamentos e discursos proferidos durante décadas pelo líder mundial judaico desta geração, o Rebe de

oje em dia, quando muitos estão preocupados em viver uma vida mais significativa e sadia, materialmente e espiritualmente, muito se fala sobre alimentação saudável. A princípio, a Cashrut (dieta alimentar judaica) desempenha um papel vital para a preservação do povo judeu. A Torá, que é a sabedoria Divina, nos ensina pois de forma detalhada a dieta

As histórias cativantes de cada um dos nossos grandes vultos descreve os diferentes traços de sua personalidade, suas obras e suas ações em diversos lugares, influenciando pessoas nas mais variadas situações. As histórias que são narradas são dinâmicas e intensas, enquanto a biografia é apenas uma análise fria de determinada pessoa. Nas histórias, os acontecimentos

A Torá Sagrada, dizem os nossos Sábios, pode ser interpretada de 70 maneiras diferentes, ou mais. Todavia, os caminhos mais conhecidos de interpretação do texto bíblico são quatro, e eles estão aludidos na palavra Pardes (o Pomar do Conhecimento), referindo-se à interpretação literal (Pshat), alusiva (Rémez), homilética (Drash ou Midrash) e esotérica (Sod). Apesar de

Todo-Poderoso D’us fez questão que existissem pobres e ricos no mundo, um precisando do outro para praticar a bondade e a caridade, ou seja, a tsedacá. D’us, portanto, fez questão que neste mundo haja uma interação entre mashpia e mecabel — doador e receptor (ver Midrash Shemot Rabá 31:6, Tanchuma Terumá 9, Maamar Tiku 5668).

Consta na Torá: “Faça para Mim um Santuário e Eu habitarei nele” (Êxodo 25:8). Dizem os nossos Sábios que não está escrito “nele”, no singular, mas “neles”, no plural. Isto significa que D’us não deixa pairar Sua Divindade apenas no Templo, mas dentro de cada judeu e judia. Aliás, essa Presença Divina se encontra na
Os nossos sábios na Ética dos Pais já prezavam a ciência da Numerologia Judaica — a Guimátria (Pirkei Avot 3:18). Rabi Eliezer Chismá disse: “O cálculo dos ciclos da astronomia e o cálculo numerológico das palavras são condimentos da sabedoria”. E como explicam os nossos comentários, estes cálculos então abrem o apetite e incentivam as
“Quem é sábio? Aquele que aprende de cada pessoa” (Ética dos Pais, 4:1). Aqui está uma dica importante para que os adultos possam aprender com as crianças inclusive. Elas, na realidade, são a dádiva mais preciosa que D’us nos legou. Elas contêm dentro de si um potencial enorme que precisa ser cultivado com uma educação

A  prodigiosa erudição do Rebe impressiona qualquer leitor versado nos textos sagrados. São mais de 100 obras suas editadas sobre as mais diversas áreas do conhecimento judaico, como interpretações bíblicas, talmúdicas, místicas, éticas, etc. Há milênios o Judaísmo vem produzindo grandes vultos e notáveis personalidades, mas que normalmente se destacam em uma esfera de conhecimento.

Ao escrever a famosa Epístola do Iêmen em 1172, quando Maimônides morava no Cairo ou Fostat (antigo Cairo, ao lado da capital), Rabi Moshé ben Maimon não se preocupou apenas com questões filosóficas ou legislativas. Ele igualmente se engajou, de maneira profunda, na batalha pela sobrevivência das comunidades judaicas ameaçadas de desaparecimento. Fez também questão

A Cabalá é o conhecimento esotérico da Torá. De acordo com a tradição judaica, D’us outorgou o conhecimento Divino (a Torá) no Monte Sinai, há mais de 3.300 anos, juntamente com as diversas formas de interpretação. Enquanto que as interpretações literais (Pshat), homiléticas (Midrash) e legislativas (Halachá) eram de domínio de todos os judeus —

ma introdução para este evento do Dia Internacional do Holocausto, ouvimos as palavras do Rabino David Weitman: Possa D’us recordar as almas dos nossos irmãos. 6 milhões de inocentes, homens, mulheres e crianças que foram brutalmente assassinados, dizimados, massacrados e queimados. Muitas vezes queimados vivos nos campos de extermínio. Pessoas que entregaram e santificaram sua

Como é um rabino no século 21? Será que ele vai além do trabalho de pastorear o seu “rebanho”? Bem, a resposta pode ser iniciada com o que acontece na sinagoga Beit Yaacov, no bairro de Higienópolis, em S. Paulo. Em uma das prédicas, que costuma fazer aos sábados, na sinagoga Beit Yaacov, por exemplo, o

Rosh Hashaná, o Ano Novo judaico, é traduzido literalmente como “Cabeça do Ano”. Isso leva pois a ideia do título um povo com duas cabeças a um simbolismo no qual falaremos mais abaixo. “Rosh” quer dizer a “cabeça do corpo”, mas pode ser usado também como sinônimo de algo importante, como por exemplo: Rosh leshivá

Este turismo intelectual visa mostrar aos passageiros um aspecto pouco divulgado do judaísmo, mas que talvez seja seu maior tesouro: a coragem em relatar, discutir e compreender episódios estranhos que normalmente seriam ocultados em outras culturas. Assim estão compreendidos nos 850 anos de história judaica. Um judaísmo que não tem vergonha de mostrar suas obscuridades. Como

Na Torá, a proibição de praticar feitiçaria, atos de adivinhação, quiromancia, necromancia e assim por diante, é repetida várias vezes. Portanto, mediunidade no judaísmo não é aceitável; ao contrário, é abominação. Pela Torá fica explícito de que é proibido praticar ou frequentar todo e qualquer ato de feitiçaria, falar ou invocar os mortos, e coisas

Aproveito o gentil convite feito a mim para escrever algumas linhas sobre educação judaica para parabenizar a Escola Beit Yaacov, que em tão pouco tempo conseguiu reunir um número tão grande de alunos, dos mais diferentes bairros e comunidades. Tal façanha é digna do mais alto louvor, principalmente neste momento em que muitas escolas lutam

AS DESCOBERTAS CIENTÍFICAS NO JUDAÍSMO SÃO BEM VINDAS? OU O JUDAÍSMO OPÕE-SE À PESQUISA E ÀS DESCOBERTAS CIENTÍFICAS? UTILIZÁ-LAS É INTERFERIR NA OBRA DIVINA? Rabino Y. David Weitman: De acordo com o judaísmo, temos permissão e obrigação Divinas de pesquisar a fim de curar o ser humano. Assim, as descobertas científicas no judaísmo são bem

De acordo com o judaísmo, uma das grandes dádivas de D’us ao homem é o poder da fala, e a palavra é a substância. Esta noção pode ser encontrada no Gêneses onde está escrito que D’us colocou uma nefesh chayá, uma alma viva, um espírito vivo, dentro do homem. A explicação dada pelos nossos sábios

SE A CRIANÇA RECEBER UMA EDUCAÇÃO JUDAICA SERÁ CAPAZ DE AGUENTAR “VENTOS E TEMPESTADES’’ Não apenas o saber em si é muito importante, mas também o sábio que o ministra. Essa sentença adquire uma conotação ainda mais pungente, quando dita, em outras palavras, por David Weitman. Ele próprio um homem e rabino de grande sabedoria,

Assim como os pais devem priorizar a educação dos filhos, antes de investir em outros bens materiais, a comunidade também deve criar condição para que todos estudem em escola judaica. Essa é a opinião do rabino Y. David Weitman, que nessa entrevista exclusiva fala sobre os principais desafios da educação judaica. TRIBUNA JUDAICA: COMO AVALIA

Uma das respostas é que a festa de Simchat Torá está ligada às segundas tábuas dadas por D’us a Moisés. As primeiras foram dadas quarenta dias depois de Shavuot. Porém por causa do pecado cometido pelos judeus no deserto, com o bezerro de ouro, foram quebradas. As segundas tábuas foram dadas em Yom Kipur e
Os acontecimentos de Chanucá ocorreram na época do Segundo Templo, mais ou menos no ano 3610 da criação do mundo. Foi nesse período que ocorreu o milagre do azeite. Grandes modificações haviam ocorrido na área. O grande império persa fora derrubado por Alexandre da Macedônia. Ele exercia, pois, além do domínio na área militar e

Iniciaremos analisando a destruição do Templo de Jerusalém, o primeiro, erguido pelo rei Salomão. O Templo foi destruído por Nabucodonosor, imperador da Babilônia, e seu general Nevuzaradan, 410 anos após a sua inauguração. Jerusalém portanto tornou-se um monte de ruínas, o Templo foi arrasado e os judeus levados para o cativeiro na Babilônia, acorrentados como

O significado da morte no judaísmo extraímos de nossos livros. São neles que aprendemos que o corpo humano é composto do corpo e da alma. Hoje em dia, os médicos e cientistas reconhecem que existe algo que dá vida. Inegavelmente algo que dá ânimo, chamado também de anima, vitalidade, sopro vital, energia. No judaísmo costumamos dizer que,

As línguas em geral, são todas convencionais e isso permite ver o hebraico e os outros idiomas de um ângulo bem interessante. A princípio, a convencionalidade dos idiomas permite ver que homens se reuniram, observaram, analisaram e concluíram que, por exemplo, o lugar sobre o qual comemos chamar-se-ia “mesa”; o objeto com o qual escrevemos, “caneta”, e

Como lidar com o mau olhado? O judaísmo admite a existência do “ayin hará”, mau olhado ou "olho gordo". Várias fontes, até bíblicas, indicam que existe a possibilidade de uma pessoa prejudicar outra através dos olhos. Portanto, não podemos considerar o “ayin hará” apenas uma superstição. O olho no judaísmo é um órgão especial, o espelho da
Todos sabemos que Rosh Hashaná é o primeiro dia de Tishrei, mas, olhando na Torá, percebemos que o mês de Tishrei não é considerado o primeiro mês do calendário judaico. Assim existe alguma correspondência entre Rosh Hashaná e o calendário judaico e gregoriano? Está escrito: “Quando chegar o primeiro dia do sétimo mês, farão soar o shofar...”
O Kadish e o luto judaico estão na verdade interconectados. O primeiro é um louvor e uma exaltação ao nome de D’us para fortalecer o enlutado numa hora de luto. As palavras “Yitgadal Veyitkadash” significam literalmente o engrandecimento, a santificação e o enaltecimento de D’us. Apesar de, aparentemente, a prece não ter relação com o enlutado, oferece-lhe consolo.
Relações sexuais é um tema sempre em voga na sociedade. Em se tratando, pois, de relações sexuais no judaísmo quando ocorridas fora do casamento o assunto torna-se ainda mais relevante. O casamento é algo extremamente sério, uma instituição divina, não algo que o homem inventou. Assim, de acordo com a Cabalá, no momento do casamento dá-se
De acordo com os nossos livros místicos, cada mês está associado com uma pedra preciosa específica das 12 pedras incrustadas no Peitoral (Choshen) do Sumo-Sacerdote (Cohen Gadol). A gema correspondente ao mês de Kislêv, o nono mês, é a ametista, chamada “hachlamá”, em hebraico. Hachlamá vem da raiz etimológica hebraica “chalam”, que significa “saúde” (física e mental) e
A pergunta merece uma resposta ampla. Primeiro, a partir do momento em que reconhecemos D’us como Criador. Aquele que fez a criação, reconhecemos que Ele criou tudo o que existe. Junto com a criação deu-nos um “manual do fabricante” sobre como aproveitar o máximo deste mundo, para que o homem, que é a melhor e mais elevada
Acabamos de comemorar Shavuot, a Festa da Outorga da Torá. Este evento ficou caracterizado pela sua singularidade. Jamais  houve até hoje um ato público com tantas testemunhas oculares. No sopé do Monte Sinai encontravam-se, pelo menos, três milhões de judeus que presenciaram este cenário Divino, vendo relâmpagos e trovões, ouvindo o shofar e a voz Divina penetrante; eles testemunharam

Equilíbrio na educação é um tema que inspira principalmente quando antecede Rosh Hashaná. Uma época  propícia para refletirmos e revermos nossos atos do ano que passou. É hora de pensarmos em como melhorar nossas atitudes no ano que se inicia. Quando se tem filhos, as preocupações são ainda maiores, pois eles são temas recorrentes. Pensando

Consta tanto na Torá, os cinco livros do Pentateuco, como na tradição oral do Talmud, que as mitsvot, o número de mandamentos bíblicos ordenados por D’us ao povo judeu, são 613. Ou seja, são 613 mitsvot e não há dúvida a respeito do número, é uma tradição sagrada. O único debate que existe entre os legisladores é

INFORMATIVO LEGAL SABER

ACENDIMENTO DAS VELAS DE SHABAT 

LocalidadesVelas de Shabat para 11/10/19HorárioFinal do Shabat 12/10/19Horário
S. PauloAcendimento das Velas:17:49Término do Shabat:18:43
R. de JaneiroAcendimento das Velas:17:35Término do Shabat:18:29
Belo HorizonteAcendimento das Velas:17:36Término do Shabat:18:29
RecifeAcendimento das Velas:16:53Término do Shabat:17:44
SalvadorAcendimento das Velas:17:10Término do Shabat:18:02
CuritibaAcendimento das Velas:18:01Término do Shabat:18:56
Porto AlegreAcendimento das Velas:18:12Término do Shabat:19:08
Fonte: chabad.pt

FERIADOS JUDAICOS EM TISHREI (OUTUBRO 2019)

Dia FestivoInício da FestaQuandoFinal da FestaQuando
Rosh Hashaná 29/09/2019Pôr do Sol 01/10/2019Pôr do Sol
Yom Kipur08/10/2019Pôr do Sol 09/10/2019Pôr do Sol
Sucot13/10/2019Pôr do Sol20/10/2019Pôr do Sol
Shemini Atseret & Simchat Torá20/10/2019Pôr do Sol22/10/2019Pôr do Sol

Fonte: chabad.pt

ROLE A TELA PARA VER MAIS

LEGAL SABER ESCLARECE AS PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE JUDAÍSMO

e-Saber

Publicações digitais do Legal Saber sobre assuntos e temas judaicos diversificados e que podem ser acessados ou baixados gratuitamente. ACESSAR AGORA

Vitamina Judaica

Páginas especiais do Legal Saber sobre assuntos e temas relacionados às porções da Torá (parashiot), com o Rabino Y. David Weitman. ACESSAR AGORA

 

ACESSO RÁPIDO AO CONTEÚDO