Aniversário, um dia de boa sorte

Conforme os ensinamentos judaicos, o aniversario de um individuo deve ser comemorado. Assim, antes de abordarmos um pouco a guematria do número 45, pertinente ao assunto deste texto, vale algumas considerações:

O ilustre legislador sefaradi Ben Ish Chai (Parashat Ree, halachá 17) nos ensina algo importante. Ele diz que o aniversario é uma data especial e que merece reflexão. Assim como consta no Talmud Yerushalmi (Rosh Hashaná17b), é um dia em que o mazal (sorte) da pessoa brilha mais.

Por analogia, se assim ocorre no aniversario de uma única pessoa, mais ainda sucede quando se trata do aniversario de uma congregação inteira, pois a força do público (klal-rabim) é maior que a de um só individuo (prat-yachid).

Já que a Congregação Beit Yaacov esta comemorando 45 anos de fundação, vale a pena analisar melhor o significado do número 45 à luz de nossos livros sagrados. 45 equivale ao valor numérico da palavra “ מה ”, “ma”, que significa “o quê”.

Encontramos que Moshé Rabenu, o grande líder de Israel, disse “Venachnu ma” (Shemot 17:4) — “O que somos?”.

A partir dai a palavra “ma” (45) tornou-se um sinal de humildade e anulação.

Em outra ocasião, ao dirigir-Se ao povo de Israel, D’us falou: “O que — ‘ מה ’, ‘ma’ — o Eterno, seu D’us, pede de vocês, apenas temê-Lo” (Devarim 10:12).

A guematria do número 45

Dessas duas situações, podemos observar que a guematria do número 45 está intrinsecamente ligada às virtudes do temor a D’us e da humildade. Elas são fontes de todas as Bênçãos Divinas.

45 é também o valor numérico da palavra “ אדם ”, “adam”, “gente”. Por sermos todos chamados “bnei Adam”, a Torá quer que cada um de nos seja gente nobre, que sejamos pessoas dignas. Mais ainda, o termo “adam” deriva etimologicamente do versículo “Adame laElyon” — “Serei semelhante ao Altíssimo” (Yeshaiahu 14:14). Isso mostra claramente a nossa verdadeira missão: emular o Todo-Poderoso, tomá-Lo como exemplo.

Como ensinam os nossos Sábios, da mesma forma que D’us é misericordioso, devemos ser também misericordiosos.

Assim como Ele é bondoso, devemos ser bondosos, etc. (Shabat 133b).

Há várias formulações do nome Divino (o Tetragrama), com valores numéricos equivalentes a 63, 72 e 45.

A soma dos números de cada formulação totaliza 9, que é então o valor numérico da palavra “ אמת ”, “emet” — “verdade”. Por essa razão todos os múltiplos de 9 também totalizam 9, pois a verdade é sempre a verdade em qualquer situação.

O aniversário e sua intrínseca ligação com os atributos

Desse fato podemos inferir portanto a óbvia ligação que possui a guematria do número 45. Ou antes, da “verdade do 45”, com o aniversário da Congregação Beit Yaacov. Está de acordo com o que as Escrituras enunciam “Titen emet leYaacov” (Michá 7:20) — o atributo da verdade corresponde a Yaacov.

Da mesma forma que a Avraham corresponde ao atributo de chessed — bondade — e a Yitschac, ao atributo de guevurá — rigor —, a qualidade maior do patriarca Yaacov é justamente a verdade.

Segundo os nossos Sábios, o lugar do Templo Sagrado foi chamado de montanha por Avraham, de campo por Yitschac, e de casa (beit) por Yaacov (Midrash Tehilim 81).

Sabemos entretanto que a montanha e o campo são locais ermos, distantes e de difícil acesso. Já uma casa, por sua vez, é um ambiente caloroso, ansiado e aconchegante.

Realmente, durante os seus primeiros 45 anos de existência, a Congregação Beit Yaacov conseguiu se transformar em uma casa acolhedora. Ela é cheia de vida e de atividades para todos, de todas as idades. Assim, ela vem formando pessoas tementes a D’us, gente nobre que zela pela verdade da Torá e seus ensinamentos.

Que o Todo-Poderoso derrame Suas Bênçãos ilimitadas sobre os lideres e membros da Congregação em todos os seus afazeres materiais e espirituais. Dê-lhes saúde, paz, prosperidade e felicidade a eles e igualmente a todos os seus descendentes.

“Que o agrado do Senhor, nosso D’us, esteja sobre nós. Rezamos que Ele fixe nossa obra para nós, nossa obra que Ele fixe.”

(Matéria produzida por Melina M. Knoploch para o Jornal Tribuna Judaica em outubro de 2013)

Baixe o App Legal Saber no seu celular


Legal Saber JUDAÍSMO!
Estudando a filosofia chassídica
Um rebe no inferno nazista
Artes Plásticas e Judaísmo: “Os Quatro Vagões de Sobrevivência” de Gershon Knispel
Templos, profetas e sábios
Um memorial para a imigração judaica no Brasil
Rashi – O mestre do povo judeu
O sentido da oração
O Brasil recebe as comunidades judaicas
Criptojudaísmo e conversos
Reencarnação e Judaísmo
OS JUDEUS ORIUNDOS DO EGITO
Como o judaísmo encara os objetos voadores não identificados e a possibilidade de vida em outros planetas?
Não adianta transmitir um judaísmo adaptado e maquiado, Judaísmo é um privilégio.
O tesouro dos conselhos do Rebe de Lubavitch
A Rainha Ester nos dias de hoje
A sabedoria do Rei Salomão: Provérbios
A grande dedicação de Ruth, mulher exemplar
A sabedoria do Rei Salomão: Cântico dos Cânticos
A sabedoria do Rei Salomão: Eclesíastes
O significado do 45º aniversário
Usando a tecnologia a favor da Torá
Tratado sobre as ressurreição de Maimônides
Os três componentes do universo
RABI LEVI YITSCHAK DE BERDITCHEV – O DEFENSOR DO POVO JUDEU
O Holocausto não é um castigo
Ouvindo as mensagens da vida
OS JUDEUS NOS PAÍSES MUÇULMANOS
A ESTRUTURA DO TANACH (A BÍBLIA JUDAICA)
O respeito devido à oração do Cadish
O perigo das drogas e dos vícios
O perigo da alienação e do casamento misto
O pensamento chassídico sobre a Criação
O papel da mulher no Judaísmo
ALEPO, EXEMPLO DE ERUDIÇÃO E BENEVOLÊNCIA
O propósito de nossa existência
O BAAL SHEM TOV E O AMOR INCONDICIONAL
Kitsur Shulchan Aruch – A obra prima da lei judaica
JERUSALÉM, OLHO DO UNIVERSO
IMIGRAÇÃO JUDAICA: DE SHTETEL PARA AS COLÔNIAS NO SUL DO BRASIL
PORQUE CONTAR AS HISTÓRIAS CATIVANTES DO REBE DE LUBAVITCH?
DESENVOLVENDO NOSSO CARÁTER
Fé e ciência
Dando sentido e significado em nossa vida
OS CONFLITOS NA TERRA SANTA
Casher hoje
+