pt Portuguese
en Englishfr Frenchiw Hebrewpt Portuguesees Spanish

Os nossos Sábios comparam a Bíblia e seus 24 livros ao Beit HaMikdash, o Santuário de D’us. Assim como o Templo Sagrado protegia o Povo de Israel, assim também, hoje, os Livros da Bíblia seguem zelando por toda uma nação. Assim como as oferendas expiavam os erros do Povo, assim é a Bíblia.
Da mesma forma que o Templo era composto por três partes principais (o Kodesh HaKodashim, o Santuário e o Pátio), a Bíblia é tríplice, formada pela Torá (Pentateuco), Neviim (Profetas) e Ketuvim (Escrituras). No Templo Sagrado havia 24 grupos de sacerdotes que se revezavam no serviço ao Criador. E a Bíblia contém 24 Livros! Realmente, uma herança Divina e milenar que nem ameaças, perseguições ou mesmo tragédias puderam ceifar do “Povo do Livro”; o “Povo da Bíblia”.
Estes 24 Livros sagrados são ainda divididos da seguinte forma: 5 Livros da Torá (Pentateuco), 8 Livros dos Profetas, além dos 11 Livros das Escrituras. Grande cuidado deve ser tomado para que a Bíblia não seja tomada apenas por um livro de histórias. O Zohar, obra básica da Cabalá, é bastante rigoroso sobre aquele que descaracteriza a Torá de sua dimensão Divina.
A Bíblia é um livro sagrado sim, outorgado por D’us. Da mesma forma que vemos na nossa história relatos de anjos que se revestiram de aparência humana a fim de serem vistos pelos mortais (como no episódio do patriarca Abraão), assim também os segredos Divinos mais sublimes assumem uma roupagem de narrativa histórica a fim de permitir-nos aprendê-los.
Da mesma forma que de cada porção da Torá aprendemos muitos ensinamentos, e até mesmo da repetição insistente do episódio de Eliezer, servo fiel de Abraão (Gênese 24:1), bem como da lista aparentemente desnecessária dos reis descendentes de Esaú (Gênese 36:31) a Lei Oral deduz inúmeras leis, igualmente ocorre em toda a Bíblia. De cada história, de cada detalhe em princípio casual, o Talmud tira uma série de conclusões. Aliás, um dos motivos da ausência de uma cronologia mais rígida na Bíblia é justamente para demonstrar que não se trata de um simples livro de histórias.
Desde Moisés, que traduziu a Torá para 70 línguas, passando pela famosa tradução da Septuaginta para o grego e da de Onkelos para o aramaico, até a época atual, quando proliferam traduções de muitos livros sagrados nos mais variados idiomas, incentivadas pelos Rebes de Lubavitch, sempre houve uma preocupação em permitir aos que não têm acesso à língua sagrada compreender o conteúdo e explicações da Bíblia.
Assim nasceram as famosas traduções para o ladino, iídiche e, mais recentemente, para o inglês e francês, permitindo a todos o acesso ao mundo dos diferentes comentários da Bíblia. Como os nossos sábios no Talmud dizem, “Aquele que traduz o versículo literalmente desvirtua o texto, mas aquele que acrescenta algo de si mesmo é um blasfemador.” (Kidushin 49a). Tudo isto faz com que o tradutor tenha de entender perfeitamente o texto bíblico e estudar profundamente os seus diversos comentários a fim de poder se aventurar na imensa responsabilidade de verter e explanar a Torá. Afinal, trata-se do Livro dos livros, onde cada palavra possui infinitas conotações.
O desconhecimento da língua hebraica, principalmente entre os jovens, gerou um estado de afastamento da observância das leis judaicas. Sem dúvida, esta obra está conquistando o seu espaço ao lado de outras clássicas anotações da Torá, como o Meam Loez em ladino (século XVIII) e Tsena Ureena em iídiche (século XVII) que alcançaram extraordinária aceitação em suas respectivas comunidades europeias e inauguraram um renascimento e retorno às raízes judaicas, com efeitos que perduraram por décadas e séculos. O nosso desejo é que este fato também ocorra com os leitores de língua portuguesa.
 
(Extraído do prefácio do livro Torá Viva)

INFORMATIVO LEGAL SABER

ACENDIMENTO DAS VELAS DE SHABAT 

LocalidadesVelas de Shabat para 19/07/19HorárioFinal do Shabat 20/07/19Horário
S. PauloAcendimento das Velas:17:18Término do Shabat:18:15
R. de JaneiroAcendimento das Velas:17:06Término do Shabat:18:02
Belo HorizonteAcendimento das Velas:17:14Término do Shabat:18:09
Recife Acendimento das Velas:16:57Término do Shabat:17:50
SalvadorAcendimento das Velas:17:03Término do Shabat:17:57
CuritibaAcendimento das Velas:17:26Término do Shabat:18:23
Porto AlegreAcendimento das Velas:17:24Término do Shabat:18:23
Fonte: chabad.pt

 

LEGAL SABER ESCLARECE AS PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE JUDAÍSMO

 

 


ACESSO RÁPIDO AO CONTEÚDO